Relato Surpreendente de Policial sobre os Direitos Humanos


Relato Surpreendente de Policial

Relato Surpreendente de Policial sobre os Direitos Humanos… Eu, de folga, observava atento quando o bandido se aproximara da pobre vítima.

O meliante sacou a arma e anunciou o roubo.

Logo que vi, meu tirocínio de policial me mandou agir, PORÉM, lembrei do Ministério Público, da sociedade que me condena, da minha família que espera por mim, quando decidi NÃO agir.

A pobre mulher assustada nem tentou reagir ao assalto e sequer teve reação.

O bandido (vítima da sociedade opressora), sem motivos e mesmo em posse do bem, disparou contra a pobre mulher, tirando-lhe não somente a vida, como também os sonhos dela.

LEIA TAMBÉM
Herman Benjamin Promete Ajudar Moro contra Corrupção

A pobre coitada já caiu desfalecida, o ladrão levou sua moto, a vida e os sonhos daquela mulher.

Não reagi, liguei 190 “e passei a bomba para quem tava de serviço”, afinal, é isso que o estatuto determina que eu faça.

Fui para minha casa, fui recebido por minha esposa e filhos.

O Ministério Público não alegou que eu fui truculento ao reagir ao roubo praticado por uma pobre vítima da sociedade que roubara para comer, a OAB não emitiu nota em meu desfavor, minha arma não ficou apreendida para perícia, não gastei minha munição (que custa 10 reais cada), comissão de direitos humanos não emitiu depoimento contra mim e a mídia lixo sequer noticiou a morte da pobre inocente vítima de latrocínio, pois isso não dá ibope, o que dá ibope é polícia matando vítimas da sociedade (bandido).

Eu estava lá, mas foi como se não estivesse.

O PROBLEMA SERÁ QUANDO TODO POLICIAL COMEÇAR A AGIR ASSIM.

Aí o caos se instaurará!

Desabafo de um profissional que faz parte da instituição que quando perto incomoda e quando longe faz muita falta!

O POLICIAL
(Autor Anonimo do Rio de Janeiro)

Compartilhe, é de graça.

Relato Surpreendente de Policial

Facebook Comments

Gostou da notícia? Compartilhe com seus amigos!

39
0
39 Compartilhar

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relato Surpreendente de Policial sobre os Direitos Humanos

log in

Become a part of our community!

reset password

Back to
log in